eSocial  |  13-04-2018

Empresas vão reduzir burocracia e aumentar segurança para o trabalhador com o eSocial

Como forma de diminuir a burocracia e garantir mais eficiência, as empresas brasileiras estão passando a adotar o sistema eSocial para prestar informações trabalhistas a respeito de seus funcionários.

A medida foi aprovada pelo Comitê Gestor do programa e vem ao encontro de demandas dos empresários. Esse processo tornará mais simples, barato e eficiente a prestação de informações pelas empresas, sem que haja a criação de nova obrigação ao setor empresarial. O volume de dados fiscais, previdenciários e trabalhistas que as empresas precisam enviar aos órgãos governamentais chega a 15, alguns documentos feitos até mesmo em papel. Ao diminuir esse volume e unificar as informações no banco de dados do eSocial, as empresas reduzirão tempo e recursos voltados para isso.

Para o funcionário, haverá a simplicidade de checar as informações e mais segurança, já que o mecanismo facilita o controle e fiscalização da situação de cada trabalhador.

Em um primeiro momento, a medida está sendo cumprida por empresas grandes, com faturamento anual de ao menos R$ 78 milhões. Para micro e pequenas empresas, além do microempreendedor individual que possuir empregados, essa determinação passará a valer a partir 16 de julho deste ano. No caso do setor público, as mudanças entrarão em prática a partir de janeiro do próximo ano. As empresas que descumprirem o envio de informações por meio da ferramenta estarão sujeitas a penalidades e multa.

Fonte: CQ7