Trabalhista  |  28-02-2019

Metade dos brasileiros extrapola vale-refeição. Veja como fazer o VR durar

São Paulo – Fazer o vale-refeição ou o vale-alimentação durar até o final do mês é um desafio? É mais difícil mesmo economizar com comida do que com outras compras, mas dá para usar o benefício com mais inteligência.

Uma pesquisa divulgada na última sexta-feira (15) pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostrou que 52% consumidores extrapolam o valor mensal que recebem do vale-refeição. Além disso, 33% gastam sempre ou frequentemente o benefício com outras finalidades além do almoço.

O estudo também mostrou que 39% que recebem vale-refeição vendem seus tíquetes. A maioria usa o dinheiro para pagar as contas. No entanto, quem vende seu VR comete fraude e pode ser demitido por justa causa, segundo a legislação trabalhista, ou comete crime de estelionato, segundo a legislação criminal.

“Além da prática ser inapropriada, trocar o tíquete refeição por dinheiro pode ser um mau negócio do ponto de vista financeiro. Quem compra, costuma cobrar um percentual, levando o trabalhador a perder parte do valor do benefício”, explica a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

A seguir, veja dicas para não precisar vender o VR e fazer o benefício durar até o final do mês:

1) Crie uma rotina de almoços

Crie um roteiro de almoços para não gastar mais do que deve. Em vez de se jogar em rodízios de japonês todo início de mês e depois passar o resto dos dias comendo mal, por exemplo, estipule uma rotina. Pode ser que toda sexta, por exemplo, você almoce em um restaurante mais legal, e toda segunda e quarta, você traga marmita de casa. Para não ser pego de surpresa com o fim precoce do VR, o segredo é planejar um esquema.

2) Coma melhor no final do mês

Se você inventar recompensas que façam valer a pena esperar, fica mais fácil seguir as próprias metas. Por exemplo, em vez de gastar boa parte do VR em restaurantes caros no início do mês, é melhor primeiro economizar com comidas mais simples, e deixar o prêmio do sushi ou do hambúrguer para o final. Assim, você deixa para trás aquela culpa de que gastou demais.

3) Administre o limite diário

Defina um limite diário para gastar no vale-refeição e controle esse limite pelo aplicativo ou site do cartão. Em alguns dias, você não vai usar seu limite, e em outros, vai extrapolar. Administre e evite usar esse dinheiro para outras compras, a não ser que tenha sobrado no fim do mês.

4) Controle o prato

Em restaurantes por quilo, colocar a comida no centro do prato, sem utilizar as bordas, é uma forma de pegar somente a quantidade de comida que você realmente vai consumir. Além disso, evite comprar bebidas e sobremesas.

5) Aproveite promoções

Alguns restaurantes têm programas de fidelidade, que dão desconto após um determinado número de refeições. Outros oferecem desconto para quem almoça em horários alternativos. Aproveite.

A Maxipas firmou uma parceria com a Vielife-Sodexo e traz condições exclusivas aos nossos clientes no fornecimento de cartões para: Alimentação, Refeição e Combustível para todos seus funcionários. Saiba mais em nossa página de Benefícios!

 

Fonte: Exame

1
Deixe um comentário

avatar
1 Linhas de comentários
0 Respostas às linhas
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário mais quente
1 Autores do comentário
Nome Teste Autores recentes
mais novos mais antigos mais votados
Nome Teste
Visitante
Nome Teste

Teste